Passar para o Conteúdo Principal
 
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C

logo pampilhosa

 

PR6 | Caminho do Xisto de Porto de Vacas

Pr6 1 980 2500

coordenadas GPS

40º 04'59.13" N

07º 47'08.20" W

O Caminho de Xisto de Porto de Vacas é uma experiência notável para todos os amantes da natureza em estado puro, um troço mágico da grande serpente que o Rio Zêzere é, nesta sua região mais selvagem e desconhecida. O percurso inicia no Largo das Festas, junto ao grande mural representativo dapaisagem que o rio marca nas gentes e terras da aldeia, e avança para a conquista dos íngremes Barrocos do Vale Fragoso, do Vale dos Pássaros e do Vale da Casa. Lá bem no alto, atingimos o Miradouro da Malhada, um dos pontos panorâmicos mais deslumbrantes desta região: em baixo a aldeia rodeada pelo rio com os seus açudes abundantes; ao fundo, o céu é moldado pelas cristas quartzíticas, Património Geológico Mundial. Mais à frente, no sítio da Cruz das Silgueirinhas, no meio do pinhal, surge o antigo Campo da Bola, único descampado no meio de uma floresta verdejante.Outro local ímpar e de paragem obrigatória é o sítio do Vale de Muro onde podemos desfrutar do engenho do homem na árdua conquista de terrenos cultiváveis aos barrocos mais xistosos. Uma paisagem rural única de enorme interesse. Chegados à Ereira todos os caminhos cruzam-se com o Zêzere. Na sua Portela, a caminho do aguilhão, podemos reconhecer uma das curvas circundantes mais conhecidas do rio mais oscilante de Portugal. Seguimos silenciosamente de braço dado com o rio. Ouvimos as muitas aves que escolheram este pedaço de paraíso como habitat, e vemos como o rio vai moldando a paisagem nas diferentes estações do ano. O açude da Mini-Hídrica traz a força aos extremos que o caudal do Zêzere impõe. Nas margens do rio vários campos cultivados adivinham o aproximar da aldeia. Passada a Malhada Esteveira e a Tapada, chegamos a um dos pontos de maior orgulho da aldeia – a Ponte construída pelos braços de todos após a Revolução de Abril. A antiga Escola Primária – futura Casa do Barqueiro - e o Forno Comunitário culminam o Caminho do Xisto de Porto de Vacas.

Brochura

 

Partilhar