Passar para o Conteúdo Principal
 
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C

Logótipo Pampilhosa da Serra

 

Começou o programa “Julho em Ação – Um mês de diversão”

Geral
Site 1 1024 2500
02 Julho 2020

O programa de férias “Julho em Ação”, destinado a crianças e jovens do concelho, arrancou no dia 1 de julho. Criada em 1999, a iniciativa atravessa agora o seu maior desafio por força do atual contexto, mas o seu objetivo permanece intacto: proporcionar aos jovens umas férias de verão memoráveis.

Segundo Alexandra Tomé, Vereadora da Câmara Municipal, o programa surgiu da necessidade de “dar resposta às famílias para as suas crianças ficarem envolvidas em atividades lúdicas e pedagógicas”, sendo em simultâneo uma solução para ocupar “muitas crianças dispersas em várias aldeias do concelho”, que ao longo de três meses de férias “não tinham nenhuma relação com outras crianças e outras atividades”.

O “Julho em Ação” é um programa validado pelo IPDJ na qualidade de campo de férias e destina-se a crianças e jovens dos 3 aos 17 anos. Para o sucesso e continuidade da iniciativa ao longo dos anos, Alexandra Tomé, realça a parceria “muito forte” e “muito vincada” com duas instituições do concelho, “a Cáritas Diocesana de Coimbra e a Associação de Solidariedade Social de Dornelas do Zêzere”.

Desde 1999, foram inúmeras as experiências vividas pelos pequenos participantes. Algumas, marcaram de forma muito positiva a sua infância e juventude, como é o caso da travessia aérea entre Lisboa e Porto, a subida do rio douro ou a viagem de “Hippotrip”, veículo anfíbio que permite andar por terra e em água.

Este ano, as experiências terão de ser reinventadas e adaptadas ao atual contexto. Para os alunos do pré-escolar e 1º ciclo, as atividades decorrerão no edifício recém-construído na Escola Sede de Pampilhosa da Serra, devido a uma parceria com o Agrupamento de Escolas. “Esta mudança de local surge da necessidade de dar uma resposta relativamente à pandemia que estamos a viver”, salientou Alexandra Tomé, frisando ainda que irão ser respeitadas “todas as normas emanadas pela DGS e pelo IPDJ relativamente aos campos de férias”.

“Estamos atentos e toda a equipa que preparou o programa de férias teve muita atenção nesta avaliação do risco, atividade a atividade. Vamos avaliar e monitorizar a implementação do programa e depois retificar aquilo que tiver que ser retificado”, notou Alexandra Tomé, tendo concluído que esta será igualmente uma “aprendizagem” coletiva entre “crianças e adultos”, nesta adaptação à dita “nova normalidade”.

julho_em_acao__2_
julho_em_acao__4_
julho_em_acao

Partilhar