Passar para o Conteúdo Principal
 
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C

logo pampilhosa

 

Exposição José Malhoa

Cultura
Noticia 1242057774 3984 1 980 2500
11 Maio 2009

Está patente desde o dia 25 de Abril, na Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal de Pampilhosa da Serra, a Exposição "José Malhoa, com a Arte na Alma".

Esta exposição dá a conhecer o pintor José Malhoa (1855-1933), dando especial relevo ao modo como viveu e sentiu a região norte do Distrito de Leiria, ao mesmo tempo que assinala os 75 anos da sua morte.

Do seu percurso de artista e das suas obras mais representativas, a exposição traça um roteiro através do qual se pretende dar a conhecer o percurso artístico deste grande mestre da pintura portuguesa e reflecti-lo com "os olhos da alma".

Na década de 80 do século XIX Malhoa adquire a sua casa de Verão em Figueiró dos Vinhos, a que chamava "O Casulo". Inspirou-o a luz desta região montanhosa e ensolarada, na autenticidade de um povo rural, na paleta de cores da paisagem que brilha em modo maior, quando o Sol a reflecte. A sua pintura é arte e documento social de uma época marcante do Portugal interior. É pintura e é leitura. Diogo de Macedo, historiador que se debruçou sobre a sua obra, chama-lhe um «historiador da vida rústica de Portugal». Mas Malhoa não fez só os seus retratos. Também conviveu com o povo, com a burguesia e com os senhores feudais.Foi fundador do Clube Figueiroense com uma tertúlia que ali se reunia desde o fim do século XIX. Simões d'Almeida - tio e sobrinho - e Henrique Pinto foram alguns dos seus companheiros e amigos da sua vida entre montanhas.

A exposição está patente ao público até dia 23 de Maio de 2009.

Partilhar